Política do Espírito Santo

Casagrande e a interpretação das almas!

Casagrande, que não é nenhuma Brastemp, será eleito governador do Espírito Santo no primeiro turno. É o que indica a pesquisa divulgada nesse domingo no ex-Jornal A GAZETA, que aponta Casagrande chegando aos 60% da preferência, enquanto aquela que deveria ser sua principal opositora patina em 11% . Há pouca margem para alguma mudança substantiva na corrida. Existe chance de Carlos Manato, com 6%, ultrapassar Rose de Freitas, cuja candidatura se revela um fracasso sob qualquer aspecto que se queira considerar. No que tange à disputa, o resto dos candidatos não passa mesmo de resto.

Ninguém sabe o que a senadora pensa sobre nada. Por outro lado, Manato tenta colar sua imagem à de Bolsonaro. Sim, vou escrever em breve sobre o meu Homo Sapiens preferido, o Bolsonaro.  

Manato, independente de seu oportunismo rastaquera, é um político de coragem. Isso não é pouca coisa na era da covardia. Com uma eleição a deputado federal garantida, Manato foi a uma guerra de vitória improvável. Pode ser um interlocutor de Bolsonaro junto ao baixo clero da Câmara, caso o Homo Sapiens seja eleito presidente.  Isso se desenha a cada dia com maior clareza. Ou seja, Manato pode perder ganhando. E PH? Vai perder; perdendo.

Do outro lado, Casagrande segue a caminho de uma vitória para a qual se somam tanto seus acertos quanto os erros de Paulo Hartung.

Hartung finge que sua decisão de não disputar o quarto mandato havia sido tomada no passado. Engodo. Mas é possível mesmo que sua carreira política esteja a caminho do fim.  A arrogância lhe custou caro. Seus interlocutores em matéria de leitura antropológica da alma da PMES ajudaram a fechar o caixão do cadáver.

Só uma leitura feita com o fígado seria capaz de revelar que Hartung é um mau administrador. Ele conduz bem as coisas do estado. Entretanto, o gigante de Guaçuí brincou com o poder das corporações. Foi suicídio. Depois, cercou-se de carrascos, quando as circunstâncias indicavam o oposto. Mudou a lei de promoções da PMES, subvertendo antiguidade e alguma dose de meritocracia em favor de subjetividades palacianas. Foi o fechamento do caixão. Uma hipótese conspiratória indicaria que Casagrande tinha aliados entre os supostos aliados de Hartung. Não é isso. Os interlocutores de Hartung que são muito ruins mesmo!

O dado concreto é que o ambiente conferiu a Casagrande uma rápida capacidade de leitura das insatisfações entre a esmagadora maioria dos policiais militares. Assim, rapidamente, aquele que não é nenhuma Brastemp constatou que “voltar com ROTAM e BME” significa conferir sentido à vida de quem fez da imersão no coletivo institucional a razão do ethos da individualidade profissional.

A mesma leitura Casagrande fez em relação à mudança atabalhoada na lei de promoções na PMES. Mais ponto para Casagrande, que muito objetivamente constatou que a Polícia não pertence ao ocupante do Palácio, mas à sociedade capixaba!

No conjunto da obra, os interlocutores de Casagrande dentro da instituição que foi epicentro da tragédia política do gigante de Guaçuí revelaram-se muito mais competentes que os sabujos que se prostraram diante de Hartung.

Isso explica que Casagrande chegará ao Palácio com grandes possibilidades de restabelecer os laços (quebrados) entre a principal instituição de segurança pública do Espírito Santo e o governo. Casagrande não pode errar. Aliás, ele tem tudo para não errar. Repactuar as relações, banindo da interlocução os indignos de confiança será o primeiro passo. A faca já existe. O queijo também. Resta saber se Casagrande aprendeu com o passado. Caso contrário, o futuro não o absolverá!   

 

 

2 Comentários

  1. It’s fantastic that you are getting ideas from this post
    as well as from our discussion made at this time.

  2. It is the best time to make some plans for the longer term and
    it is time to be happy. I have read this post and if I may just I wish to counsel you some interesting issues
    or tips. Perhaps you can write subsequent articles referring to this article.
    I want to learn more issues approximately it!

Deixe uma resposta