Política do Espírito Santo

Hartung Homenageia Maranata?

Fortíssimo candidato a ser ex-governador do Espírito Santo a partir do dia primeiro de janeiro de 2019, o gigante de Guaçuí se vira como pode para mostrar uma força política que está mais presente no imaginário de seus sabujos que na cabeça dos capixabas minimamente atentos aos fatos do cotidiano.

Se traços negativos de comportamento político podem ser atribuídos a Paulo Hartung, entre eles não consta o populismo. Sim, Hartung pode ser tudo, menos populista. Refiro-me ao populismo “clássico”, nos termos sociologicamente determinados e temporalmente localizados, da década de 30 ao início dos anos 60 do Século XX. Hartung não sai por aí beijando “criancinha catarrenta” nem comendo pastel no terminal. Eis algo positivo no gigante.

O populismo é uma espécie de demônio que não se exorciza plenamente, e que tem todas as tinturas ideológicas. Nossa mais recente expressão da linhagem populista está comendo quentinha na carceragem da federal em Curitiba, enquanto seus devotos lastimam a existência de um juiz que orgulha o Brasil honesto.

VOLTO!

Se o “talento populista” falta ao gigante de Guaçuí, o vazio é preenchido por um oportunismo de altíssima plumagem. Poucos políticos brasileiros são tão oportunistas quanto o futuro ex-governador do Espírito Santo. Basta um correr de olhos sobre sua longeva trajetória, o que não é objetivo deste artigo.

Fiel ao oportunismo dos que se pretendem gênios da raça, na semana que se encerrou, o ainda governador capixaba anunciou que iria prestar uma homenagem à Igreja Cristã Maranata – NÃO SEI SE HOUVE A “HOMENAGEM”.

Sei que o ainda governador já havia comparecido à sessão solene em homenagem à referida igreja no Congresso Nacional. Certamente, a cúpula de uma igreja não poderia se recusar a receber uma homenagem de uma autoridade. Seria uma derrapagem na deselegância.

Mas caberia uma pergunta: quando a Igreja Cristã Maranata esteve no centro de uma polêmica que levou a justiça a decretar uma intervenção, qual foi a manifestação de solidariedade tornada pública pelo gigante de Guaçuí? Não se sabe.

O que se sabe é que a Igreja Cristã Maranata é uma das mais expressivas do Espírito Santo. Por isso mesmo a cobiça política ronda a igreja como se lá fosse um curral eleitoral, e como se a cúpula da igreja constituísse uma espécie de coronelato religioso a ordenar o voto dos fiéis. É engano.

Desejo que os ladrões de qualquer igreja tenham o mesmo fim de qualquer político ladrão. Ora, se necessário, que se amplie o número de vagas na carceragem de Curitiba, que sejam construídos novos presídios no Espírito Santo.

Mas que não se confunda. Afinal, os fiéis que dobram honestamente os joelhos nos templos da Maranata espalhados pelo Brasil e pelo mundo não têm nada a ver com traficâncias eventualmente praticadas por alguém que faz (ou tenha feito) parte da cúpula. 

A presunção de que uma homenagem à cúpula da igreja vá aproximar Hartung da Maranata é um equívoco ginasial, incompatível com a inteligência de quem se lançou em oferecimento público para ser candidato a vice-presidente de quem quer que fosse.

Há um detalhe que a inteligência palaciana ignora: em todos os templos da Igreja Maranata do Espírito Santo existe pelo menos um policial militar, da ativa ou da reserva.

E o policial militar, por pior que seja, por inerência da função, é um líder natural. Não vai aqui um juízo de valor, mas um juízo de fato. Tenho repulsa a paixões corporativas. Para mim, a corporação mais importante é o indivíduo. Existem bons policiais e outros que envergonham a instituição. Em quaisquer casos, ele exerce influência forte para além da instituição de que ele faz parte.

Assim sendo, ao ensaiar uma homenagem à igreja, o gigante de Guaçuí sugere que todos os policiais membros da Igreja Maranata digam aos seus irmãos de fé o que pensam do governo Hartung e  seu (ex) secretário André Garcia. Sim, eles dirão! A democracia se faz com a explanação do pensamento sobre os agentes públicos. E é dever dos policiais militares do Espírito Santo contribuir com o debate. E ele, o debate, ainda nem começou!

 

3 Comentários

  1. I’m truly enjoying the design and layout of your blog. It’s a very easy on the eyes which makes it much more enjoyable for me to come here and visit more often. Did you hire out a designer to create your theme?
    Exceptional work!

  2. Magnificent goods from you, man. I’ve remember your stuff prior to and you’re simply
    extremely magnificent. I actually like what you have obtained here, really like what you’re
    saying and the best way through which you say it. You’re making it entertaining and
    you still care for to keep it sensible. I
    can not wait to read much more from you. This is
    actually a wonderful web site.

  3. I blog quite often and I seriously thank you for your content.
    The article has truly peaked my interest.
    I am going to book mark your website and keep checking for new details about
    once a week. I opted in for your RSS feed too.

Deixe uma resposta