Educação

João de Deus e José da Globo!

Não. Nenhum tipo de assédio é legal ou moralmente defensável. Isso vale para qualquer José ou qualquer João. O assédio que rejeito leva embalado consigo os crimes ainda mais graves. É uma escolha de ordem moral. É princípio mesmo.

Lá naquele mundo estranho, chamado projaquistão, em que interpretação de personagens, apresentação de programas ou cantos desafinados julgam portar dons do pensamento mais elevado, a gravidade de um crime é relativizada conforme o grupo de pertencimento do criminoso, variando sempre conforme a linhagem ideológica, a seita religiosa ou até grupo étnico. Claro que é uma forma doentia de ver o mundo, finalmente exposta ao ridículo que tão bem encarna. Vejamos.

O ator José Mayer conheceu em pouco tempo a dor e a delícia de ser um galã da globo. Acusado de ter assediado uma funcionária daquele país, foi lançado à fogueira de uma inquisição, que só não é medieval pela extemporaneidade do século do acontecimento. No mais, parece ser. Sim, José Mayer, segundo consta, cometeu crime de assédio sexual. Deve ser punido na forma da Lei. A Lei basta!

Seu caso (sem trocadilho), entretanto, mobilizou as tais “empoderadas da globo”, que lançaram um movimento, salvo engado, intitulado “mexeu com uma, mexeu com todas”. Parecia uma solidariedade a qualquer mulher vítima de qualquer tipo de crime, principalmente sexual. Pois é.  Apenas parecia.

Eis que, de repente, o Brasil passou a conhecer uma face macabra de um tal médium chamado João de Deus. Acusado de abusar sexualmente de centenas de mulheres, o agora presidiário tem contra si denúncias de mulheres de vários países.

Dada a gravidade dos crimes perpetrados pelo João, os de José  quase resumem o ex-galã a um velho que não sabe reconhecer o lugar que o tempo lhe impõe. Por isso, imaginei que fosse surgir das entranhas do Projaquistão um revigorado “mexeu com uma, mexeu com todas”. Eu estava errado.

Vi que existem várias fotos do João (do diabo) posando com celebridades globais. Isso é parte do que explica um silêncio que é tão cúmplice quanto hipócrita.

Segundo a leitura de mundo que se faz pela cartilha não escrita naquele estranho país, nem todas as vítimas são iguais.  Por outro lado, uns são mais criminosos que outros.

Portanto, um assédio pode ser mais grave que um (ou cem) estupros. Basta o criminoso não ser “da patota”, de uma ilha mental com a qual as empoderadas tenham relações ideológicas, espirituais ou, talvez, de amizade. Pobre José. Por que não te chamastes João? Talvez nem importasse se João de Deus ou do Diabo!

  

3 Comentários

  1. I simply want to tell you that I’m very new to weblog and certainly enjoyed this website. Likely I’m likely to bookmark your blog . You really have excellent stories. Thanks a bunch for sharing your webpage.

  2. Hey man, .This was an excellent page for such a hard subject to talk about. I look forward to reading many more great posts like these. Thanks

  3. Kurye olarak hizmet veren kişiler, bulundukları lokasyondaki her adrese en kısa sürede ulaşma yolunu bilirler. Üstelik verilen bu görevi hava, trafik ve buna benzer diğer olumsuz şartlardan etkilenmeden yerine getirirler. Yani iş hayatı başta olmak üzere hayatın hemen her alanında önemli görevleri üstlenebilir ve başarıyla yerine getirebilirler. Özellikle büyük şehirlerdeki trafik kaosu ve adres konusundaki karmaşa göze alınırsa, kurye hizmetlerinden faydalanmanın bazı durumlarda zorunlu hale geleceği anlaşılabilir. Örneğin İstanbul’un bir noktasından diğer bir noktasına acil şekilde önemli bir evrak ulaştırmak gerektiğinde ya da hastanızın ihtiyacı olan ilacı acil ve güvenli bir şekilde ulaştırmak gerektiğinde, İstanbul moto kurye hizmetimizden faydalanarak sorununuza çözüm üretebilirsiniz.

Deixe uma resposta