Política Nacional

Luciano Huck, FHC, PH e o Fim da Folia!

Um mistério ronda o imaginário coletivo brasileiro. Ele surgiu bem antes do carnaval. E é certo que não será elucidado nesta quarta-feira de cinzas. Fica a esperança de que talvez até a Semana Santa tudo se esclareça.

Refiro-me às, por assim dizer, ideias de Luciano Huck para o Brasil. Nunca o, digamos, “pensamento” de um ser humano foi tão protegido dos seus compatriotas como o de Luciano Huck dos brasileiros. Ninguém sabe que diabos ele pensa sobre o Brasil. Mas é sabido que a alguns ele já impressionou.

Dois, ao menos, são os entusiastas de uma possível candidatura do apresentador global à Presidência da República. O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O governador capixaba já se declarou “impressionado” com as ideias de Luciano Huck. Entretanto, não socializa com os capixabas quais ideias são. Fernando Henrique Cardoso tornou-se um defensor de uma eventual candidatura de Huck. Mas esconde como segredo de estado as “ideias geniais” do homem do Caldeirão. Historicamente, FHC é considerado um político partidário. Mas, mesmo o seu partido, PSDB, tendo um pré-candidato, Geraldo Alckmin, FHC finge que isso não existe. Eis aí um sinal de decadência de um politico de grandes serviços prestados ao Brasil.

Difícil acreditar que o FHC que se reduz a militante a favor de Luciano Huck seja o mesmo que escreveu A ARTE DA POLÍTICA, a história que vivi ou mesmo CARTAS A UM JOVEM POLÍTICO. Nem vou especular sobre sua teoria da dependência, que não convence a muita gente. Assim, a atitude de FHC me leva a crê que provavelmente ele esteja com sintomas de confusão mental. Sempre achei que a maior riqueza de um homem fosse o envelhecimento acompanhado de sabedoria e saúde. FHC me parecia um bom exemplo disso. Infelizmente, joga sua bela biografia numa lata do lixo do PROJAC, antes de sair da vida e passar à história. Deprimente!

Quanto a Paulo Hartung, já está claro seu desejo de se inserir na política nacional, em virtude de uma disputa atípica que desenha no Espírito Santo. Contudo, supor que Luciano Huck seja o caminho poderá lhe custar caro. Afinal, candidato ou não, Luciano nasce com o carimbo das organizações Globo. Defender um candidato do PROJAC não me parece sinal de boa consciência estratégica. Outro velho político que se junta a FHC e PH é Roberto Freire, um homem honrado à procura da desonra.  A única maneira de um político experiente conferir legitimidade a uma candidatura de Luciano Huck é expor aos brasileiros o “pensamento” do apresentador global.

Ora, o Brasil está debatendo a Reforma da Previdência. Luciano Huck é contra ou a favor? O Brasil, por meio de medida provisória, alterou o Ensino Médio. Luciano Huck é contra ou a favor? O Brasil discute uma possível privatização da Petrobrás, Luciano Huck é contra ou a favor?

Que diabos pensa Luciano Huck?

Ser contra “tudo que está aí” é o lugar-comum dos populistas de velha ou nova geração. A negação da Política é apenas um subterfúgio para colocar o horrível no lugar do ruim. Sim, sempre pode piorar!

Portanto, não há uma miserável evidência de que a defesa da candidatura de Luciano Huck ponha a questão nacional em primeiro plano. Ao contrário. O vazio que existe na política nacional não será preenchido com o deserto de ideias de Luciano Huck. A hipótese de candidatura de tal  figura, da forma como se apresenta, não é apenas um insulto a mais mediana das inteligências. É também uma prova de que o populismo é uma espécie de demônio que nunca é exorcizado completamente, porque sempre consegue apoio até de quem sempre fingiu ser contra a legião que aos demônios dá origem. Vergonha nos cubra!

 

2 Comentários

  1. It’s not my first time to pay a visit this site, i am browsing this website dailly
    and obtain fastidious data from here every day.

  2. I have learn a few good stuff here. Definitely price bookmarking for revisiting.
    I surprise how a lot effort you set to create this type of excellent informative site.

Deixe uma resposta