Segurança Pública

PMES – Feliz 2018!

Todos os brasileiros de bem merecem um 2018 melhor. No Brasil, há uma quadra democrática chamada Espírito Santo. No Espírito Santo existem os capixabas. Há, entre os capixabas, uma fração de homens e mulheres que estão vencendo aquele que talvez seja o ano mais difícil de uma história de 182 anos. 

Sim, refiro-me à PMES. Ela tem o pior salário entre todas as PM’s do Brasil. Mesmo assim, seria desonesto atribuir todos os problemas ao dilema salarial. Faltam evidências para tanto. Mas é fato que, ainda que não seja divulgado, é pouco provável que em outra PM do Brasil tenha havido tantos suicídios. 

Lá na frente, a história e a comunidade acadêmica irão se encarregar de expor as entranhas de uma dor que invade corações, dilacera famílias e conduz pessoas ao gesto extremo do suicídio. Negar a gravidade do problema não é apenas um erro histórico, é uma derrapagem humanitária.

O silêncio dos ativistas de Diretos humanos apenas confirma a natureza que os move. Quando o governo do estado começou a organizar o sistema penitenciário capixaba, pondo fim à desordem que nele havia, alguns supostos ativistas foram fazer turismo em Genebra, a pretexto de denunciar o que não existiam, as tais “masmorras capixabas”. Naquela circunstância, o respeito à vida de criminosos se tornou matéria de primeira grandeza. Havia problemas, sim, mas havia também um esforço concentrado destinado a resolver. À época escrevi a respeito. Era uma fraude política travestida de questão humanitária, com o objetivo de atacar um governo que tomava as medidas corretas, Paulo Hartung. Até Elio Gaspari caiu na enganação!   

Hoje, os policiais, que são antípodas dos criminosos, requerem atenção. Mas os ativistas de Direitos humanos formam o coro do silêncio cemiterial, sob regência de uma Assembleia  Legislativa cuja existência, hoje, só não constitui emblema de irrelevância porque lá existe uma voz solitária a desafiar o coro dos contentes: Sergio Majeski. Apenas um!

Em qualquer lugar da África subsaariana a questão do suicídio de policiais estaria no centro do debate público. Mas não estamos na África subsaariana. É mais fácil este texto ser debatido que o problema que motivou sua escrita. É mais fácil este escrevinhador ser tratado como problema. Assim, atacam-se as consequências, na justa medida que se desprezam as causas. A história não os absolverá!

A comunidade científica no mundo todo sugere que não se divulguem dados relativos a suicídios. Entendo as razões. A ancoragem de tais razões vai além do domínio psiquiátrico. Tornou-se uma preocupação da sociologia.

Émile Durkheim foi o primeiro sociólogo a conferir ao fenômeno do suicídio status de fato social.  O sociólogo francês tratou o problema na dimensão que ultrapassava o ato individual e extremo. Para ele era fundamental entender o problema na sua perspectiva coletiva, posto que em algumas sociedades europeias havia variação quanto o número de suicídios. Assim a sociologia poderia fazer avaliação e construir teorias a respeito da compreensão do fenômeno. Sua explicação sobre o fenômeno está expressa num clássico da sociologia, O Suicídio.

Durkheim estabeleceu três categorias de suicidas: o altruísta, o egoísta e o anômico.

Sabe-se que o suicida altruísta é aquele indivíduo que tem um alto grau de integração em seu grupo social. Nesse caso ele se submete a sacrifícios em favor do seu grupo. Vários são os exemplos de tal categoria. Existe referência a um piloto de avião, um bombeiro, que aceita o risco extremo em favor da vida de outrem.  É o indivíduo que se anula em favor do grupo. Há uma paixão pela causa.

Já os egoístas pensam essencialmente em si mesmos. Falta a eles capacidade de integração a grupo que lhes confira sentido à existência, estimulando aspirações e desejos.  Assim, o suicida egoísta e o suicida altruísta representam tipos opostos. É comum a afirmação segundo a qual o egoísta se afasta demais das aspirações de seu grupo, enquanto o altruísta se confunde com as aspirações de seu grupo.

O último tipo de suicida é o anômico. Trata-se de um tipo de suicídio que guarda relação com os ciclos econômicos. Por isso, varia de acordo com a prosperidade (ou ausência) de ciclos econômicos.

 VOLTO.

Qualquer observador desapaixonado pode ter dúvidas quanto ao tipo de suicídio que hoje caracteriza os casos da PMES. Negá-los, entretanto, soaria como uma desonra capaz de manchar 182 de uma história belíssima de coragem, a despeito de tudo.

Retomando, portanto, o início do texto, desejo um feliz 2018 a todas as pessoas de bem deste gigante chamado Brasil e do pequeno Espírito Santo. Mas desejo, fundamentalmente, um feliz 2018 a todos os policiais militares capixabas. Que 2018 seja um ano muito melhor. Que em 2018 a PMES ache o caminho da cura! Que a PM não mate. E, principalmente, que a PM não se mate!

9 Comentários

  1. Thiago

    2019 é logo ali, 2018 é um ano estratégico para a categoria. Deve haver mudanças! Elas são necessárias para o bem dos policiais e principalmente para a sociedade.

  2. It is perfect time to make a few plans for the longer term and it is
    time to be happy. I have learn this put up and if I may just I desire to
    recommend you few attention-grabbing issues or advice. Maybe you can write subsequent articles relating to
    this article. I want to learn even more issues about it!

  3. I enjoy reading through a post that will make men and women think.
    Also, thanks for allowing me to comment!

  4. I blog frequently and I truly thank you for your information. The article has really
    peaked my interest. I’m going to take a note of your blog and keep checking for new details about once
    a week. I opted in for your RSS feed as well.

  5. Nice post. I used to be checking continuously this blog and I’m impressed!
    Very useful info particularly the last part 🙂 I handle such information much.
    I used to be looking for this certain info for a long time.
    Thanks and good luck.

  6. Quality articles or reviews is the main to attract
    the visitors to go to see the web page, that’s what this website is providing.

  7. Sling tv coupons and promo codes for november 2018
    Remarkable! Its truly awesome article, I have got much clear idea on the topic of from this article.

    Sling tv coupons and promo codes for november 2018

  8. Your style is unique compared to other folks I have read stuff
    from. Thank you for posting when you have the
    opportunity, Guess I will just bookmark this site.

  9. Having read this I believed it was very informative. I appreciate you taking the time and energy to put this short article together.
    I once again find myself personally spending a lot
    of time both reading and leaving comments. But so what, it
    was still worthwhile!

Deixe uma resposta